Sergipe abrigará segundo maior parque de energia solar do mundo

Sergipe abrigará segundo maior parque de energia solar do mundo

Sergipe abrigará segundo maior parque de energia solar do mundo

Usina terá capacidade de com 1,2 mil megawatts e será construída em uma área de 2,4 mil hectares

Sergipe deverá sediar o segundo maior parque de geração de energia fotovoltaica do mundo, ficando atrás apenas do Tengger Desert Solar Park, na China. A instalação deverá acontecer no município de Canindé de São Francisco, que já possui licença ambiental prévia da área onde a usina será construída.

O projeto, cuja iniciativa é da Enesf – Energias do São Francisco, consórcio formado por empresas e investidores que acreditam no potencial energético do estado, está sendo desenvolvido há dois anos. “Trata-se de um projeto de energia solar, com 1,2 mil megawatts de capacidade instalada, maior do País em energia solar e possivelmente um dos maiores do mundo” disse à imprensa o diretor de novos negócios da Enesf, Felipe Koefender. “Nós estimamos um investimento total em torno de R$ 5 bilhões para todos os 1,2 mil MW”, acrescentou.

As primeiras etapas para concretização do parque de energia solar em Sergipe já estão em execução. Entre as ações concretizadas, está a instalação da estação para medição solarimétrica e estudos ambientais que favoreceram a licença ambiental prévia. Além disso, já foram arrendados 2,4 mil hectares, área que comportará todos os geradores fotovoltaicos, além da conclusão do projeto básico de engenharia.

A expectativa é que a instalação completa do parque de energia solar ocorra no menor espaço de tempo possível. Uma das ações que pode favorecer nesse resultado é o leilão do governo federal, que acontecerá no mês de outubro. “É fundamental, porque é a maneira, no Brasil, que se comercializa, no ambiente regulado, a energia gerada por esses tipos de projetos.

Nós cadastramos na EPE – Empresa de Pesquisa Energética, 600 megawatts. Acreditamos que podemos ter um resultado bastante importante no leilão”, afirmou Koefender. “Em um primeiro momento a ideia é avaliar o mercado a partir do leilão para, então, viabilizar a construção do projeto.”

Fonte: Portal Solar

Siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de todas as nossas ações !